sexta-feira, 15 de abril de 2011

Questões sobre igreja e ofertas.

Por Alexfábio Custódio.

Há alguns dias Deus têm falado ao meu coração sobre um assunto polêmico: Dinheiro! Ou melhor, todo o debate que envolve a questão dos dízimos e ofertas nas igrejas evangélicas. Por um lado temos os críticos (pessoas que acusam as lideranças de explorarem a fé do povo para enriquecimento ilícito), e por outro temos os propagadores da teologia da prosperidade (movimento herético que prega a prosperidade financeira como padrão para os cristãos).
 
Afinal, qual o padrão bíblico para a questão financeira? Como a igreja cristã e a sua membresia devem proceder nesse caso?

Comecemos pelo dízimo, algumas pessoas tentam argumentar que a igreja não tem a necessidade de devolvê-lo (dízimo não se PAGA, se DEVOLVE), por que não tem nenhuma ordenança neo-testamentária e era uma regra somente para a lei mosaica. Entretanto, homens de Deus como Abraão e Jacó dizimaram séculos antes da lei (Gênesis 14. 18 a 20 / 28. 18 a 22). O dízimo é uma forma de ação de graças pelos cuidados do Senhor, quem o devolve está reconhecendo que Deus lhe concedeu as condições de manter o seu lar. Deus cuida do meu lar, eu cuido da manutenção da sua casa de adoração!
 
Todo o dinheiro que o cristão oferece além do seu dízimo é uma oferta. As ofertas têm a mesma finalidade dos dízimos e estão presentes em toda a bíblia sagrada.
Nesse momento surgem os maiores dilemas desse debate, listarei algumas das questões que já tive que responder sobre o assunto:

1. O que é feito desse dinheiro doado à igreja? Essa é fácil, a igreja como instituição tem gastos: água, energia elétrica, pagamento de funcionários, entre outros.
 
2. Quem fiscaliza esses gastos? A igreja possui uma tesouraria, logo, um livro caixa com registro de entradas e saídas disponível para qualquer membro poder conferir.
 
3. Quem garante a honestidade dessas pessoas? Boa pergunta! E a resposta é simples, assim como em qualquer outra entidade deposita-se um voto de confiança na pessoa escolhida. Claro que o padrão moral e ético da igreja de Jesus colabora para a escassez dos casos de fraude.
 
4. Por que alguns “pregadores” incentivam tanto as pessoas a fazerem grandes ofertas ou “sacrifícios”? Finalmente nos defrontamos com a famigerada teologia da prosperidade. Os divulgadores desse movimento pregam que a riqueza está ao alcance de todos, quanto maior a oferta maior o retorno, tratam ao Senhor como um fundo de investimento, ao invés de adora-lo como o Deus soberano. Esse ensinamento anti-bíblico têm trazido muitos escândalos ao cristianismo. Infelizmente muitas pessoas que deram ouvidos a essa falácia, e doaram muito dinheiro e até veículos e imóveis, não viram o retorno prometido e estão desiludidos com o cristianismo, correndo o risco de ir ao inferno devido à “falsos obreiros”. Nos dias de Jesus já existia desses vigaristas (Marcos 12. 38 ao 40).

A riqueza não é padrão para o cristianismo, Jesus disse que sempre haveria pobres em nosso meio (Mateus 26. 11). Dignidade sim é um padrão bíblico, é possível ser pobre e ter uma vida digna e correta diante da sociedade e de Deus! O Senhor nunca desampara os seus (Salmo 37. 35).
 
NÃO ofereça as suas economias, podendo até trazer privações à sua família, simplesmente por que alguém falou que Deus vai te dar um carro, uma casa, ou multiplicar essa quantia por X.
 
NÃO feche o seu coração para a obra de Deus simplesmente por que alguém disse que o seu pastor, ou tesoureiro, embolsam dinheiro dos dízimos. Todos são inocentes até que se prove o contrário.
 
Quero encerrar esse artigo lembrando os sentimentos que devem mover as suas ofertas, a gratidão a Deus e o amor pela sua obra! Lembra-se da oferta da viúva (Marcos 12. 41 ao 44)? Jesus identificou naquela pequena oferta um valor espiritual muito maior do que os sacos de moedas ofertados por pessoas arrogantes e presunçosas.
 
Oferte por que você ama a igreja e deseja que ela esteja sempre limpa e adornada, com as contas em dia, e tenha funcionários bem pagos para prestar os serviços necessários.
 
Oferte por que você gosta de ver a sua igreja expandindo a área de ação, com novas construções e veículos próprios para atender as necessidades do campo eclesiástico.
 
Oferte por que você sabe que existem irmãos, que por algum infortúnio, estão passando privações e a assistência social da igreja pode ajudá-los nesse momento de revés.
 
Oferte por que você ama a obra missionária e deseja ajudar os projetos evangelísticos da igreja.
 
Deus te abençoe!
 

Nos ajude com o seu comentário.

Entre em contato conosco:








0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.