terça-feira, 10 de agosto de 2010

Despertar para o trabalho.


 Despertar para o trabalho

(Esse artigo faz parte da série Salmos, hinos e cânticos espirituais. Nessa série apresentamos a letra de músicas clássicas em nossas igrejas. Entre as estrofes da canção serão inseridas palavras de ânimo e citações bíblicas, visando a edificação espiritual do leitor, com base nos textos de Colossenses 3. 16 e 17; e Efésios 5. 18 a 21. Ainda apresentaremos um vídeo ou áudio da canção no final do artigo.)


Posso tendo as mãos vazias,
Com Jesus eu me encontrar?
Nada fiz, e vão-se os dias,
Que Lhe posso apresentar?

{A cada dia o mundo globalizado em que vivemos exige das pessoas uma capacitação profissional adequada, passamos a vida inteira estudando para estarmos apitos ao cargo desejado. Uma vez Jesus comparou a obra missionária a um campo preparado para a colheita: “A seara é realmente grande, mas poucos são os ceifeiros” (Mateus 9. 17). É nossa responsabilidade povoar o Reino de Deus! O Senhor da seara nos cedeu as ferramentas (dons e talentos), Ele nos fornece cursos de capacitação (estudos bíblicos, escola dominical, cursos teológicos, etc.). Nós não temos desculpas, coloquemos nosso equipamento de segurança (oração) e partamos para o trabalho!}

Posse tendo as mãos vazias,
Com Jesus, eu me encontrar?
Quantas almas poderia
Ao Senhor apresentar?

Não mais temerei a morte;
Vencerei por salvo estar;
Qual será a minha sorte,
Se no céu vazio entrar?

{Essa estrofe acima parece dissonante com os nossos dias, mas não é. Infelizmente muitos de nossos irmãos ainda são maltratados em vários lugares do planeta por pregarem o evangelho. A cada dia crescem os movimentos dispostos a colocar uma mordaça nos pregadores do evangelho da santificação, eles querem que fechemos nossos olhos para as mazelas da sociedade pós moderna. Nosso compromisso é com a verdade divina, anuncie sem temor buscando resgatar almas das trevas da ignorância.}

No celeste lar entrando,
Como irei ao Salvador? Quantas almas irei levando,
Para meu fiel Senhor?

{“Ainda bem que eu vou morar no céu”, esse verso de uma canção muito popular no meio evangélico expressa a alegria de todo aquele que tem certeza de sua salvação. Todavia, devemos nos lembrar que foi necessário alguém  nos anunciar a mensagem da salvação. É crescente o número de pessoas que recebem tão preciosa mensagem e a “esconde” em um bauzinho no mais profundo aposento de sua alma. Passam uma existência inteira sem compartilhar da sua fé, são verdadeiras ovelhas estéreis que nunca experimentaram o prazer de “gerar discípulos”. Anuncie o grande amor de Deus e viva a alegria de entrar no céu de mãos dadas com os seus filhos na fé.}

Do pecado, preso em elos,
Passei anos em vão labor;
Quem me dera reavê-los, Para servir ao meu Senhor.

{Eu conheci ao Senhor quando tinha vinte e quatro anos de idade, realmente eu gostaria de ter chegado aos pés de Jesus mais cedo. Quero aproveitar esse espaço pra citar algo que sempre digo aos irmãos de Cassilândia: Olhar para o passado e ter vergonha do pecado é normal, estranho é viver com saudade dessa época. Eu já tive que aconselhar uma pessoa que me confessou não ser tão feliz na igreja como era no mundo, ele não entendia a alegria dos demais irmãos. Atenciosamente eu lhe alertei que o problema estava na sua cosmovisão de cristianismo, ele não tinham noção de pecado e do sacrifício do Senhor Jesus. Bastaram algumas horas (dedique tempo aos fracos na fé) para o ver entregar o seu coração ao redentor em meio a muitas lágrimas. Hoje ele está alegre com Jesus e sente vergonha do passado, como deve ser!}

Despertemos, Já é dia; Trabalhemos, com fervor;
E levemos, com alegria, Muitas almas ao Senhor.

{A seara é realmente grande, nós somos os ceifeiros da última hora (Mateus 20. 1 a 16) Eu sei que ganhar almas para o reino de Deus é um trabalho dispendioso, e pode acarretar em momentos de angústia e lágrimas. Lembre-se, porém, que a alegria de ver uma árdua tarefa concluída com êxito compensa todas as lutas. Uma das maiores experiências da minha vida cristã foi o momento do batismo de algumas pessoas que discipulei, chorei alegremente com a sensação do dever cumprido. “Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos” (Salmo 126. 5 e  6)}



0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.