quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Continências e honrarias.


“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (2 Timóteo 4. 7). Confesso que fiquei muito tempo observando a página em branco do Word, tentando encontrar outras palavras para começar esse artigo/homenagem. As palavras vitoriosas do apóstolo Paulo diante da proximidade de sua morte seriam, com toda a certeza, um belo epitáfio para o túmulo das pessoas que busco homenagear.
Nos últimos meses Jesus levou para as moradas celestes algumas anciãs de nossa igreja (Assembleia de Deus de Cassilândia MS). Verdadeiros exemplos de fé e devoção, até os últimos momentos elas estavam atuantes no serviço do Reino.
Eu tenho certeza que o amigo leitor conhece alguns anciãos assim, crentes de uma geração guerreira, que lutaram bravamente para o crescimento da igreja de Jesus em nosso país. Por isso eu resolvi não citar os nomes das irmãs de nossa igreja e ampliar essa homenagem a toda uma geração, que podemos chamar de “geração Moisés”.
Eu sempre me emociono com alguns gestos silenciosos dessa geração. Comove-me ver a dificuldade que um ancião tem para se levantar de uma oração, e perceber os bancos e lenços molhados com as lágrimas derramadas. Fico lisonjeado ao ver alguns desses veteranos com mais de quarenta anos de fé, com sorrisos nos lábios e olhos marejados enquanto eu ministro a palavra em algum culto.
Jovens, a “geração Moisés” acredita e ora por todos vocês! Eles sabem que o dia do chamado do Senhor está próximo, assim como foi com Moisés.
Um dia o libertador do povo hebreu, ouvindo o chamado de Deus, subiu ao monte Nebo (Deuteronômio 34. 1 a 5). Quando ele chegou ao cume de Pisga, Deus lhe disse:
- Veja a terra da promessa Moisés. Eu a prometi a Abraão, Isaque e Jacó. E, a geração que guiaste por tantos anos no deserto, finalmente a tomará por herança.
Amigo leitor, você realmente acredita que Moisés ficou triste por não poder entrar nessas terras? Eu imagino as lágrimas do velhinho de cento e vinte anos, feliz por ter cumprido a sua missão. Moisés confiou o resto do trabalho a Josué e foi descansar com Deus.
Os leitores mais assíduos do blog já conhecem a minha preocupação com o legado dessa geração. Está em nossas mãos, cristãos que ainda usufruímos do vigor da juventude, o trabalho de manter viva a obra herdade desses velhinhos valentes.
Continências e honrarias aos vitoriosos da “geração Moisés”, que agora repousam com o Pai. Aos que permanecem na batalha, seguem as palavras de consolo e ânimo, ditas pelo próprio Deus:
“E sucedeu, depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo: Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés. Desde o deserto e desde este Líbano até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus e até o grande mar para o poente do sol será o vosso termo. Ninguém se susterá diante de ti, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. Esforça-te e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo para teres o cuidado de fazer conforme toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares. Não se aparte da tua boca o livro desta Lei; antes, medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme tudo quanto nele está escrito; porque, então, farás prosperar o teu caminho e, então, prudentemente te conduzirás. Não to mandei eu? Esforça-te e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo, por onde quer que andares” (Josué 1. 1 a 9).

Visite nossa comunidade no orkut

Visite meu perfil no Facebook

Meu twitter: @alexfabio_c






0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.