terça-feira, 3 de janeiro de 2012

No Deserto com Deus (Parte 2).

Por Daniel dourado

Na semana passada vimos como quando estamos no deserto com Deus Ele nunca nos deixa sozinhos, e como o Senhor nos guia e nos protege nessa jornada. Dando continuação, veremos como o nosso Deus tem maravilhas para realizar no deserto pelo qual passamos.

3 - No deserto com Deus, a nossa comunhão é aumentada: “E sobre o monte Sinai desceste, e dos céus falaste com eles, e deste-lhes juízos retos e leis verdadeiras, estatutos e mandamentos bons” (Neemias 9. 13).



Foi no deserto que o povo de Deus esteve mais próximo do seu Senhor, ali eles viram milagres imensuráveis: O mar vermelho se abriu, as águas amargas se tornaram potáveis, as codornizes alimentaram o povo quando este quis comer carne, brotou-se água da rocha, teve o maná mandado por Deus, entre outros. Isso tudo Deus tinha dito a Moises que faria acontecer ainda em Êxodo 34. 10: “Então disse: Eis que eu faço uma aliança; farei diante de todo o teu povo maravilhas que nunca foram feitas em toda a terra, nem em nação alguma; de maneira que todo este povo, em cujo meio tu estás, veja a obra do SENHOR; porque coisa terrível é o que faço contigo”.

Quando olhamos a Bíblia e nos deparamos com a história de Jó, vemos o deserto passado por este servo de Deus, e podemos presenciar como que esse deserto fez com que a comunhão de Jó com o Deus foi aumentada, “Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram” (Jó 42. 5).

Querido leitor, saiba que tudo o que têm acontecido em nossas vidas tem a aprovação de Deus, se você tem andado na presença do Senhor, saiba que no momento de Deus, Ele vai operar o milagre a teu favor, e tudo o que se tem passado é para que nós conheçamos melhor o nosso Deus e o proposito que Ele nos designou.

4 – No deserto com Deus, Ele nos sustenta.  Neemias 9. 15: “Na fome deste-lhes pão do céu, e na sede tiraste para eles água da rocha”.  A verdade é que em todo o momento o nosso Deus é poderoso para prover todas as nossas necessidades, “O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus” (Filipenses 4. 19). Que coisa maravilhosa, Deus conhece as nossas necessidades e esta disposto a supri-las.

5 – No Deserto com Deus, Ele nos prepara para aquilo que tem para nós. Neemias 9. 20 “E deste o teu bom espírito, para os ensinar”. Deus tem propósitos nos deserto pelo qual Ele nos permite passar. Davi passou treze anos no deserto se preparando para ser rei, Jesus passou quarenta dias no deserto para dar inicio no seu ministério aqui na terra, Elias ficou quarenta dias caminhando no deserto parta ter um encontro com Deus que mudaria a sua vida, e não será diferente na minha e na sua vida, aquilo que Deus nos permite viver são experiências únicas que nos preparam para aquilo que Ele tem para nós.

6 - No deserto com Deus, produzimos Frutos. Neemias 9. 23: “E multiplicaste os seus filhos como as estrelas do céu”. Se voltarmos a olhar o significado de deserto no dicionário encontraremos a seguinte definição: lugar estéril e desabitado. No deserto com Deus vislumbramos o milagre da multiplicação, eu creio que você vai ver o Senhor Jesus fazer produzir frutos, multiplicar o azeite na sua botija, você vai vivenciar o sobrenatural de Deus em nome de Jesus.

7 – No deserto com Deus, se chega à terra prometida. Neemias 9. 24: “Assim os filhos entraram e possuíram aquela terra”. Deus havia feito uma promessa aquele povo de que lhes faria herdar uma terra manava leite e mel, muitos não conseguiram alcançar essa promessa, não que Deus tenha falhado para com eles, mais por que eles duvidaram em seu coração e fizeram coisas que não agradava ao Senhor. Da mesma forma acontece conosco, o Senhor nos fez uma promessa de sempre estar conosco, e o maior desejo do coração de Deus é que todos nós possamos alcançar a sua plenitude, aquele tesouro particular reservado a cada um de nós. Mas temos que fazer a nossa parte, o Senhor tem tomado conta de nós, e nos livrado de todo mal, tenhamos confiança em Deus, assim como Calebe e Josué, que não temeram os gigantes e confiaram que as suas forças vinham do Deus de Israel: “E Josué, filho de Num, e Calebe filho de Jefoné, dos que espiaram a terra, rasgaram as suas vestes.E falaram a toda a congregação dos filhos de Israel, dizendo: A terra pela qual passamos a espiar é terra muito boa. Se o SENHOR se agradar de nós, então nos porá nesta terra, e no-la dará; terra que mana leite e mel. Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR, e não temais o povo dessa terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o SENHOR é conosco; não os temais” (Números 14. 6 a 9).

Na fé e em Cristo.

Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo.
e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com
Facebook


0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.