terça-feira, 20 de março de 2012

Anticristo.

Por Daniel Dourado.

É interessante notar que tudo o que diz respeito aos fins do tempo atrai a atenção das pessoas, logo que surge um novo personagem de relevância em nossa história (geralmente lideres políticos) estipula-se que este pode ser enfim o anticristo, aquele que irá liderar o mundo através da instrumentalidade de Satanás. Esse titulo já foi atribuído a pessoas como  Adolf Hitller, Barack Obama, Bill Gates, entre outros.

Mais quando virá essa pessoa? Quem será essa pessoa? Existem muito mais  dúvidas do que certezas ao analisarmos tudo o que se trata desse misterioso personagem.


A Bíblia nos fala de pelo menos três sinais que nos indicam que esse personagem está próximo de se manifestar como podemos ver no texto de 2 Tessalonicenses 2. 3 a 8.

1 – “O ministério da injustiça” aumentará, toda a atividade demoníaca que leva as pessoas a zombarem da palavra de Deus e de tudo o que Deus representa (seu amor pelo ser humano, sua capacidade de doação, sua misericórdia, tudo o que diz respeito aos padrões ou preceitos divinos e tantos outro atributos exclusivos de Deus), a pós-modernidade transformou valores absolutos em relativos, o conceito de santidade passou a ser tripudiados e colocado como algo fictício, o que levara muitos a desviar dos caminhos de Deus, Mateus 24. 10 a 12.

2 -  Ocorrerá a “apostasia”, essa palavra do grego nos dá o sentido literal de desvio, afastamento e abandono. Começaram a ser pregadas tantas vertentes do evangelho que a pregação pura e cristalina do mesmo será de difícil interpretação como podemos ver em 2 Timóteo 4. 3 e 4. E dessa forma as pessoas procuraram facilidades e tudo o que Deus aprecia será deixado de lado por ser considerado “exagero” e argumentos esdrúxulos como:  “mais Deus só quer o coração” surgirão para defender as facilidades de tais “evangelhos” que levaram muitos a desanimarem, e se desviarem da verdade de Deus.

3 – E por ultimo ocorrera a saída de “alguém” que nesse momento detém esse ministério da injustiça, esse “alguém” é o Espirito Santo, aquele que combate as forças do inimigo, o que convence o homem do pecado, da justiça e do juízo. Um cenário sem a presença ou ação do Espirito Santo significa um espaço aberto para o agir livre de todo tipo de influência maligna, pois não haverá quem fale contrario às atitudes erradas do ser humano, possibilitando o mesmo a uma situação sem discernimento do certo e errado.

E de quem se trata? A Bíblia trata o Antigo Testamento como sombra do Novo Testamento, (Hebreus 10:1), ou seja, coisas que acontecem, aconteceram, ou acontecerão e que estão descritas no Novo Testamento, possuem o seu similar no Antigo Testamento, e entre esses acontecimentos temos também a sombra do Anticristo no Antigo Testamento, simbolizado por Antioco IV, Epifanio, vide em Daniel 11. 21 a 32.

Através destes fatos podemos supor algumas coisas, após a morte de Alexandre o Grande o seu reino foi dividido entre seus quatro principais Generais, Lisimaco (ficou com a Tracia e a Bitinia), Cassandro (ficou com a Grécia e Macedônia), Ptolomeu (ficou com a Palestina Arabia e Egito) e Seleuco (ficou com a Babilônia e a Siria) de onde veio a surgir Epifanio, dentre desse contexto supõe-se que o Anticristo surgira de algum país que se encontra na área de onde abrangeu o Império de Alexandre o Grande.

Será um líder politico, como vemos em Apocalipse 13. 1 a 10, formará uma espécie de “trindade” maligna, (o anticristo 2 Tessalonicenses 2. 3, o falso profeta Apocalipse 13. 11 a 18, e Satanás. que lhes dará todo o seu poder para enganar a humanidade 2 Tessalonicenses 2. 9 a10). Ele aparecerá aos Judeus como sendo o Cristo, o Messias esperado pelos mesmos (já que os Judeus não reconhecem a Jesus como tal), e para que isso seja cumprindo ele terá que ser de descendência Judaica, pois o mesmo reivindicará o trono de Davi para si, e fará uma aliança com o povo de Deus, Daniel 9. 27.

Aqui foram algumas coisas, sobre este amplo assunto, de difícil interpretação. Mas, a pergunta que me despertou o interesse em falar sobre esse assunto, é se a pessoa que irá desempenhar o papel de anticristo, já nascerá anticristo? Ou se em algum momento de sua existência Satanás encarnará nela? Aqui vai a minha reposta: Sinceramente eu acredito que ela nascerá como uma pessoa comum, até por que, se ela já nascesse para ser anticristo, essa criança seria predestinada à perdição. Eu não sou adepto aos ensinos calvinistas, eu creio que assim como Judas, as suas ambições pessoais farão com que ele ceda lugar para que Satanás use a sua vida, vide João 13. 27.

Na fé e em Cristo.

Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo.
e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com
Facebook


1 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom!

Concordo com você. O anticristo nascerá como uma pessoa normal e posteriormente dará lugar à satanás, porque se não fosse assim, então nós nasceríamos predestinados a ser salvos ou não.
=)

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.