terça-feira, 13 de março de 2012

Exemplos de vida do rei Josafá.

Por Daniel Dourado.

A bíblia sagrada nos conta a vida e história de vários homens tementes a Deus, e que foram usados pelo Senhor como exemplos para o seu povo, verdadeiros lideres Por exemplo Josafá, esse que foi o 4º rei de Judá, e reinou durante 25 anos. Este homem nos ensina muitas coisas, foi um Rei temente a Deus, foi um grande opositor da idolatria durante o seu reinado, e promotor de um grande avivamento Espiritual na nação Judaica como vemos em 2 Crônicas 17. 9.

Mas o que nos chama muito a atenção na vida deste servo do Senhor foi o seu comportamento durante a adversidade, em um momento critico do seu reinado. Ele permaneceu fiel a Deus e se fez respeitar pelo povo, de forma que uniu a sua nação em um mesmo sentimento durante a dificuldade e assim saíram vencedores.


Josafá naquele momento era o representante de Deus na terra, este papel hoje é da Igreja de Cristo, e foi dessa forma que ele despertou a ira dos inimigos a sua volta e como podemos ver em 2 Crônicas 20. 1. Algumas nações ao redor (Moabitas, Amonitas), inimigas do povo de Deus se uniram para lutar contra Josafá, é a partir deste momento que ele nos ensina como a congregação dos Santos do Senhor deve se unir e tomar atitudes para que possa alcançar a vitoria contra os opositores da verdade. Vejamos quais as atitudes de Josafá que nos servem de Exemplo:

1 – Ele buscou ao Senhor. (2 Crônicas 20. 3). Devemos buscar a Deus a todo o momento, mas há determinadas situações que essa busca se faz mais necessária, quando precisamos de um milagre de Deus (1 Samuel 1. 9 a 19), quando estamos em uma situação totalmente adversa como aconteceu com Paulo e Silas em Atos 16. 25, como estavam presos e mesmo assim cantavam e louvavam ao Senhor e Deus operou repentinamente e os livrou daquilo que os angustiavam.

2 – Ele uniu forças com o seu povo (2 Crônicas 20.4). A união é algo importantíssimo no meio do povo de Deus, podemos ver isso através de João 17, onde podemos ler a ultima oração de Cristo pelos seus discípulos quando ainda estava aqui na terra, que também é conhecida como a oração da União. Em pelo menos cinco versículos deste capitulo podemos constatar o Senhor Jesus pedindo ao Pai que, assim como Ele e o pai são um só, que a sua Igreja também possa ser uma só, não estamos falando em denominações, mais sim em um mesmo sentimento, uma verdadeira comunhão, pela qual a Igreja se une no propósito de propagar o Reino de Deus na terra.

3 – Ele começa a se lembrar do que Deus já havia feito na vida de seu povo (2 Crônicas 20.7). Lembrar-se do que o Senhor nos fez nos passado, edifica nossa fé, esse era um ensinamento de Deus para o seu povo como podemos ver em Josué 4. 21 a 23. Também nos Salmo 119. 49 a 51, notamos como que lembrar-se dos benefícios que o Senhor nos fez e de suas promessas, nos fortifica e nos alimenta para continuarmos a nossa caminhada.

4 – Ele confiou na provisão de Deus (2 Crônicas 20. 9). Este versículo trata além da confiança em Deus, como devemos nos colocar fiéis a Ele em todos os momentos, e que no momento certo o Senhor nos socorre, através dessa certeza nos colocamos na presença de Deus convictos de seu cuidado para conosco. Podemos ver essa ação de Deus na vida de Ananias, Misael e Azarias (Sadraque, Mesaque e Abdenego) quando o rei Nabucodonosor os lançou na fornalha como podemos ver em Daniel 3. 17, Deus não evitou que estes servos fossem lançados na fornalha, mais lá dentro no momento mais difícil o Senhor estava com eles para livrá-los.

5 – Ele reconhece o poder de Deus (2 Crônicas 20. 12). Como temer diante de uma situação quando em nosso coração queima a certeza de sermos servos do Deus altíssimo? Muitas vezes permitimos que a nossa incredulidade, nos apavore diante de situações adversas, mais como o Salmista do Salmo 121. 1 nos relata “Elevo os meus olhos para o monte, de onde me virá o socorro?”. Sim servimos ao Senhor que fez os céus e a terra o que se faz impossível ao seu poder? Nada, absolutamente nada, Isaias 43. 13.
6 -  Ele louvou ao Senhor (2 Crônicas 20.19 a 21). Através da palavra de Deus que lhe foi dirigida, Josafá começa a se posicionar para enfrentar o inimigo, e de forma obediente eles levantaram logo pela manhã, e os levitas começaram a louvar ao Senhor, isso é algo maravilhoso da parte de Deus para nossas vidas, podemos notar na palavra do Senhor o poder do louvor e adoração sincera, através do louvor foram vencidas batalhas como neste caso, foram derrubada muralhas como vemos em Josué 6, foram quebranta correntes Atos 16, e como lemos no Salmo 51. 17 “Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás”.

Aprendemos assim com um grande homem de Deus a ser fiel e perseverar mesmo em meio às dificuldades que se apresentam em nossas vidas.

Na fé e em Cristo.

Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo.
e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com
Facebook


5 comentários:

Anônimo disse...

aprendie muito estou bem fortalecida .

Anderson disse...

Josafá foi um exemplo de liderança.

Anônimo disse...

Ler este etudo foi edificante para estar ensinando aos juniores com mais sabedoria e conhecimento da vida do rei Josafá. Agradeço por nos dar a oportunidade de crecermos mais no conhecimento da palavra de Deus.

Anônimo disse...

Estou nos primeiros passos diante da busca da verdade, obrigado pela lanterna ,que foram estas palavras que li porque grande ainda é o escuro mas que nele sempre houve uma luz.
Que Deus continue sempre usando seus servos como voçes.

francy britto disse...

Deus falou tremendamente ao meu coração outro dia qd procurava um estudo pra ministra na Campanha de Oração na congregação... e procurei por estudos, e encontrei esse... muito abençoado. obrigada Pastor por ser esse vaso d honra nas mãos de Deus...
o Saldo com Paz do nosso Senhor Jesus!!!
irmã Francy Brito

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.