quinta-feira, 8 de março de 2012

Uma História de Esperança, Fé e Perseverança.

Por Daniel Dourado.

Quando olhamos para a história do patriarca Abraão, no fim de sua vida, já com algumas promessas de Deus cumpridas (pelo menos aquelas a respeito de sua vida na terra, já que outras ainda estão se cumprindo e outras ainda vão se cumprir – Hebreus 11. 3), notamos a vida de um vencedor. Quando olhamos para o seu fim vitorioso e de muitas bênçãos, esquecemos muitas vezes o que este grande homem de Deus passou até alcançar aquilo que o Senhor lhe havia prometido.

E às vezes isso acontece no nosso dia-a-dia, quando presenciamos uma pessoa abençoada em toda a sua maneira de ser e em todas as áreas de sua vida, mas muitas vezes não sabemos a história de vida daquela pessoa, o que há por trás daquela vida abençoada. Quantas lágrimas foram derramadas, e quantas noites foram passadas em claro, orando a Deus, intercedendo por seus irmãos. Verdadeiros momentos de desespero, pensamentos preenchidos com o desejo de desistir de tudo. No entanto, aqueles que perseveram na fé mesmo nas noites mais densas, recebem um lindo amanhecer cedido pelo Sol da Justiça.


Em cima disso meus queridos eu quero falar da história desse homem (que com certeza em muitos momentos irá se confundir com a minha e com a sua história de vida), e algumas características que ele desenvolveu durante a jornada que o possibilitou a alcançar as promessas que Deus lhe tinha feito.

A primeira característica marcante desse homem é a Esperança – Romanos 4. 18 “O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência”. Nesse contexto a palavra esperança tem um significado de fé apesar das circunstâncias. Ou seja, nada do que ele estava vivendo cooperava para que ele ainda se mantivesse de pé crendo nas promessas de Deus. Apesar de tudo Abraão ainda acreditava no Deus todo poderoso e que esse Ele tinha poder para mudar sua história. O que te incomoda no dia de hoje? Qual a circunstância contrária que tem te tirado a paz? Não há impossível para Deus, e nada que possa impedir o seu poder Isaias 43. 13: “Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Mantenha a sua esperança em Deus, e no momento certo, a benção do Senhor te alcançará.

A segunda característica marcante desse homem é a sua Fé – Romanos 4. 19 e 20: “E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara, e não duvidou da promessa de Deus por incredulidade”. Hebreus 11. 1 define fé como o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não se veem, através dessa definição e olhando para algumas das promessas que Deus havia feito a Abraão eu imagino a seguinte cena: Abraão olhava para Sara, já de idade, sem conseguir engravidar, e de repente ele olhava para fora da tenda, e pela fé ele via Isaque correndo, brincado, subindo nas árvores, logo mais ele via Isaque casando, ele via os filhos de Isaque pela fé, e depois os filhos dos filhos de Isaque, e logo em seguida ele olhava e via toda a terra cheia de sua semente, que pregava para as outras nações a maravilha do Deus de Abraão. Sabe o que eu to querendo dizer irmão? É simples, se Deus te fez uma promessa de ser um pastor um homem de Deus, você tem que se ver pelos olhos da fé falando da palavra de Deus e pessoas se rendendo aos pés do Senhor, você dando um aconselhamento e vidas de casais sendo consertadas pelo poder do Espírito Santo, vidas sendo impactadas, através da obra de Deus na sua vida. Ou se de repente a sua promessa é ser um mantenedor da casa de Deus através daquilo que o Senhor irá te dar, olhe e veja as suas empresas gerando lucro, você investindo em missionários comprometidos com a palavra de Deus, pregando-a e pessoas sendo transformadas. Isso foi o que Abraão fez e isso o que devemos fazer, como nos diz no Salmo 119. 49 a 51 “Lembra-te da palavra dada ao teu servo, na qual me fizeste esperar. Isto é a minha consolação na minha angústia, que a tua promessa me vivifica”.

E a terceira característica marcante deste homem é a sua perseverança – Romanos 4. 20 a 21: “antes foi fortalecido na fé, dando glória a Deus, e estando certíssimo de que o que Deus tinha prometido, também era poderoso para o fazer”. Ou seja, em todos os momentos, por mais difíceis que eles fossem, Abraão se manteve firme no propósito pelo qual ele foi chamado. Querido, não permita nunca que o inimigo coloque em duvida o plano de Deus na sua vida. Ele te escolheu, e quando essa tentativa do inimigo acontecer, faça como Abraão, todas as vezes que as coisas pareciam que não iriam para lugar algum ele dava Gloria ao Senhor, Deus com certeza olhava dos altos céus e dizia: “Mesmo tendo pouca força, ele não nega o Meu Nome!” É assim que o Senhor quer te ver.

Na fé e em Cristo.

Nos ajude com o seu comentário.

Entre em contato conosco:








0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.