domingo, 24 de junho de 2012

Cristo, o melhor amigo.


Por Alexfábio Custódio.

“Em todo o tempo ama o amigo; e na angústia nasce o irmão” (Provérbios 17. 17).

Hoje eu quero discorrer em rápidas palavras acerca da amizade, esse sentimento tão presente em nossas vidas, mas pouco mencionado em nossos púlpitos.

Amizade é definida como o afeto que une os amigos. Todo ser humano sadio emocionalmente e psicologicamente, possui a tendência natural à vida em sociedade. Embora convivamos com milhares de pessoas, devido a algumas afinidades, nos unimos a algumas por esse maravilhoso sentimento fraternal. 

O versículo do livro de Provérbios, citado mais à cima, é o embasamento bíblico para o dito popular: “Só sabemos quem realmente é um amigo na hora da necessidade”. Em TODO o tempo ama o amigo.

Verdadeiros amigos não estão presentes apenas nos momentos festivos ou de fartura, mas também nas crises e adversidades. Vejamos o exemplo dos amigos de Jó, embora todos estivessem equivocados em seus julgamentos acerca do patriarca, eles lamentaram a situação do homem de Deus e foram visitá-lo.

 Verdadeiros amigos não são interesseiros ou bajuladores. Infelizmente existem muitos que agem como sanguessugas, apenas se aproveitando das pessoas. Semelhante aos que usufruíram da herança do filho pródigo da parábola contada pelo Senhor Jesus. Amigos genuínos estão presentes durante a provação.

Amigos de verdade não se importam com diferenças raciais e sociais, vide o exemplo do centurião amigo dos judeus e de um servo de sua casa (Lucas 7. 1 a 10). A amizade nos leva a desejar o bem dos amigos, vide os homens que levaram um amigo até Jesus (Marcos 2. 1 a 12). Amigos perdoam eventuais falhas ou erros, vide o zelo de Davi por Saul.

Recapitulando: Amizades surgem por alguma afinidade, amigos não levam em consideração as diferenças, amigos buscam o bem estar do seu próximo, e amigos perdoam os erros.

Não tem como não se lembrar do Senhor Jesus (até por que, esse é um blog cristão, uai =D ). Somente na Harpa Cristã (hinário usado em igrejas pentecostais), há dezessete canções que enaltecem Jesus como um bom amigo.

Ele não se importou com a grande diferença de nosso status. Mesmo sendo Deus Ele escolheu ser o mais humilde dos homens (Filipenses 2. 5 a 11), fez amizade com as pessoas mais rejeitadas da sociedade de seu tempo (Lucas 7. 34), unicamente motivado pelo grande amor com que nos amou (João 3. 16).

Pensando no bem estar de seus amigos, Jesus entregou a sua vida em favor de nossos pecados (João 15. 13 a 15). No processo ele foi traído por um amigo (Mateus 26. 50), e martirizado na casa dos filhos do amigo Abraão (Tiago 2. 23). Um dia, no futuro próximo, eles perceberão que feriram O grande amigo (Zacarias 13. 6).

Ele conquistou o nosso perdão! Ele cumpriu toda a justiça de Deus para que possamos viver eternamente ao seu lado. Aceite o grande sacrifício do seu amigo da cruz, siga seus exemplos e pratique os seus ensinamentos de forma responsável, agora você é amigo do Rei dos reis.

“O que ama a pureza do coração e tem graça nos seus lábios terá por seu amigo o rei” (Provérbios 22. 11).

Nos ajude com o seu comentário. Entre em contato conosco:
 


0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.