sexta-feira, 27 de julho de 2012

Alento diante da morte.


Por Daniel Dourado.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” (João 14. 1 a 3).

Um dia um amigo que se diz ateu me perguntou: você sabe por que o cristianismo cresceu tanto nos primeiros séculos? Eu mesmo tendo minha opinião, e sabendo que se trata de uma pergunta na qual ele já possuía uma resposta pessoal preparada, perguntei-lhe, o porquê do cristianismo ter crescido tanto naquela época? Foi quando ele me de uma resposta intrigante, ele disse: As pessoas no coliseu, ou em todo império romano, ficavam admirados quando assistiam a um martírio cristão, pois diferentemente das pessoas não cristãs, os crentes em Cristo Jesus não temiam a morte, não fugiam de seus algozes, quer fossem eles homem ou leões, e aquilo se tornara mais que um espetáculo, as pessoas desejavam possuir tamanha altivez diante da morte.


Quando ouvi aquilo confesso fiquei cheio de orgulho de ser Cristão, e lembro ter dito a este amigo, você sabe o porquê desse destemor? É por que nós temos uma promessa de uma vida após a morte, uma promessa de que assim como cristo ressuscitou dos mortos, nós também ressuscitaremos e iremos morar com Ele nos céus. Ainda falei outras coisas para ele naquele dia, mais sem efeito imediato em relação a sua conversão.

Quando olhamos o texto logo a cima, nos enchemos de esperança em relação ao futuro, pois o Senhor Jesus nos fez uma promessa, de que voltaria para nos buscar.

A morte é uma realidade, um dia todos nos depararemos com ela, um dia teremos que passar por esse momento, seja a nossa própria morte, ou a de um ente querido.

O apóstolo Paulo tinha uma postura de fé em relação a esse assunto, que podemos ver em Filipenses 1. 21: “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho”.

Como assim, ganho? Sim ganho.

Um dos maiores causadores do medo da morte, em minha opinião, trata-se do desconhecido que envolve o pós-morte. Sim, o medo é gerado pelo fato de não sabermos ao certo, principalmente quando se trata de pessoas não convertidas ao Senhor Jesus, o que irá nos acontecer quando este corpo perder a sua vitalidade e assim, sucumbirmos ante à morte.

Encontramos alento na Bíblia quando lemos passagens como a do inicio do texto, que nos assegura que o Senhor Jesus voltará para buscar o seu povo e em passagens como em 1 Tessalonicenses 4 do versículo 13 ao 18. Onde. Esta volta do Senhor é sem duvida a principal promessa para as nossas vidas, a promessa de nos levar para um lugar, onde não mais haverá lagrimas, dor, tristeza, mais sim gozo e alegria na presença de Deus.

Na fé e em Cristo.

Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo. e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com

Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.