sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Entre manchetes e notas de rodapé.


Por Daniel Dourado.

“Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra” (Mateus 5. 39).

O Senhor Jesus uma vez disse que onde estivessem dois ou três reunidos em seu nome, ali o Senhor também estaria. Eu sempre levei essa palavra como se fosse somente quando estivéssemos em uma reunião da Igreja ou algo assim, mas na verdade isso ocorre no nosso dia a dia, e eu aprendi isso na semana passada quando fui cortar o meu cabelo.


O cabeleireiro que eu frequento é da Igreja Crista do Brasil, e é uma pessoa abençoada, crente, que possui o Espírito Santo de Deus. E durante esse corte de cabelo começamos a conversar sobre assuntos bíblicos. E ele me perguntou: “Irmão o que você me diz sobre o perdão? O fato de nós pensarmos antes de respondermos a um pedido de perdão quer dizer que não estamos perdoando de coração?”

Pergunta complicada não? Eu ponderei com o meu pequeno conhecimento, e disse: “Irmão, o importante é perdoar, toda pessoa quando é ofendida ela tem o direito de pensar sobre a ofensa sofrida e depois tomar a decisão, mais o importante é perdoar. Não só o importante mais o necessário é perdoar, porém o fato de perdoar não quer dizer que a pessoa vai volta imediatamente ou se é que um dia vai volta, a ter a sua confiança”.

Eu me lembro de que o Alexfábio e o seu irmão Alessandro (e ele como o autor desse blog pode confirmar o que vou dizer) sempre falavam para Bianca, a irmã caçula deles, que confiança é que nem um cristal, uma vez quebrado nunca mais se refaz por completo.

Ainda sobre a questão do perdão, eu traço um paralelo, como uma pessoa famosa, ou um político, ou alguém que teve o seu nome injustamente caluniado em uma manchete de jornal, a noticia sobre os nossos supostos erros saem no Jornal Nacional (o qual todos assistem), mais o pedido de desculpa sai no Jornal da Madrugada (que quase ninguém assiste). Ou como diz o titulo, nossos supostos erros são manchetes, porém o pedido de desculpa vem em uma nota de rodapé quase imperceptível.

E então, as palavras do Senhor Jesus ecoam por nossa consciência: Mas qualquer que lhe bater na face direita, oferece-lhe também a outra.

Podemos analisar esse texto de forma literal, como aquele que leva um soco, e não reage, ou de forma não literal, como aquele que é ofendido e oferece a outra face com o seu perdão àquele o qual lhe ofendeu.

Sejamos obedientes ao nosso Senhor, nas suas palavras, por que diferentemente do homem que da mais atenção para as manchetes, nosso Senhor analisa com carinho as notas de rodapé. Deus não se deixa levar por aparências, mais sim esquadrinha todos os cantos do nosso coração e pensamento.

Na fé e em Cristo.


Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo. e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.