quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A dependência em Cristo Jesus.


Por Daniel Dourado.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará (...) Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres” (João 8. 32 e 36).

Hoje no dia 7 de setembro de 2012 comemoramos 190 anos do grito de independência de nossa nação, proclamado por Dom Pedro I as margens do rio Ipiranga. Porém, sabemos que o nosso pais não é tão independente assim.

Assim como naquela época, nos endividamos para obter o reconhecimento de outros países, ainda nos dias de hoje somos dependentes de capital especulativo estrangeiro. Sem contar que ainda temos tantas coisas que nesses 190 anos continuam tão iguais: desigualdade social, políticos corruptos, ensino fraco, entre tantas outras coisas.


O que constatamos dessa forma é que na verdade nunca fomos independentes e nem seremos como país. Sempre estaremos vinculados e dependentes de outros países ou a blocos econômicos, pois é assim que a economia mundial se encontra.

Por isso o titulo deste texto, a dependência em Cristo Jesus, e sabe por quê? Por que só somos independentes quando dependemos de Cristo Jesus. Pode parecer contraditório mais não é; só alcance remos nossa dependência das coisas deste mundo, dos desejos da carne, quando dependermos exclusivamente de nosso Senhor Jesus Cristo, como podemos ver em Romanos 8. 11: “E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita”.

Tantas pessoas buscam a tal independência, mas veem essa independência de forma errada, como o simples fato de não ter que dar satisfação a outrem. Essa falsa independência é gerada da incapacidade de se submeter a autoridades.

Graças a Deus podemos afirmar que somos dependentes de Cristo, como afirma o apostolo Paulo em Filipenses 1. 21: “Porque para mim o viver é Cristo”. E ainda em Gálatas 2. 20:  “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”.

Ou seja, quando dependemos de Cristo ai somo verdadeiramente livres e independentes daquilo que não precisamos mais, como corrobora ainda Gálatas 5. 13: “Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade.” Sejamos livres em Cristo Jesus, esse sim deu um grito de liberdade na cruz do Calvário e não foi um “Independia ou Morte” e sim um “Está consumado” (vide João 19. 30), esse grito vale a pena ser lembrando todos os dias.

Na fé e em Cristo.

Daniel Dourado é diácono da Assembleia de Deus em São José do Rio Preto e engenheiro agrônomo. e-mail: agronomo_dourado@hotmail.com Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

A sua opinião é muito importante para a gente.
Comente, critique, deixe a sua dica para que o Sementes do Evangelho seja um blog relevante.